VALE QUER AMPLIAR EXTRAÇÃO DE MINÉRIO EM SERRA LESTE

0

Mineradora pretende expandir produção de 6 para 10 milhões de toneladas por ano e fará audiência pública dia 24 agora

A Mineradora Vale pretende expandir para 10 milhões de toneladas por ano a produção de minério de ferro no Projeto Serra Leste, situado em Curionópolis, a 136 quilômetros de Marabá. O projeto foi iniciado com a extração de 2 milhões toneladas ao ano e atualmente produz 6 milhões de toneladas a cada 12 meses.

A mineradora ainda não atingiu sua carga plena prevista, que é de 6 milhões de toneladas. Em 2015, por exemplo, a produção foi de 1,77 Mtpa e aumentou para 4,49 Mtpa em 2016. Ao solicitar dos órgãos ambientais autorização para chegar a 10 milhões, não significa que o fará no próximo ano, por exemplo. A empresa quer ter margem de “gordura” para não ter de passar por todo o processo de Estudo de Impacto Ambiental tão cedo.

A sua ampliação prevê a lavra adicional de 107 milhões de toneladas de minério de ferro, totalizando um tempo de vida útil de aproximadamente 11 anos. O Projeto Serra Leste 10 Mtpa também consistirá na extração e beneficiamento de minério de ferro a umidade natural e o escoamento da produção será realizado pela Estrada de Ferro Carajás (EFC).

A AMPLO Engenharia e Gestão de Projetos LTDA foi contratada pela Vale para elaborar o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e respectivo Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) para o licenciamento do referido Projeto de 10 Mtpa.

Para que essa expansão de produção seja possível, está prevista a implantação de novas pilhas de estéril, a ampliação das atuais cavas em operação, a abertura de novas cavas, a estocagem de produtos em pilhas, a ampliação da capacidade de processamento de minério (implantação de uma nova usina de beneficiamento de minério), a manutenção das estruturas associadas ao beneficiamento, escoamento, armazenamento e embarque do minério, bem como ampliações das estruturas de apoio existentes.

No próximo dia 24, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) realiza na cidade uma audiência pública para informar à comunidade sobre a expansão, conforme legislação que determina a necessidade de participação popular nas decisões ambientais.

Foram convocados os Ministérios Públicos Federal e Estadual, autoridades federais, estaduais e municipais, os órgãos públicos e privados, instituições governamentais e não governamentais e a população em geral. O objetivo é informar à população quais os possíveis impactos ambientais da expansão do projeto no município e como mitigá-los.

A partir do debate acerca do Relatório de Impacto Sobre o Meio Ambiente, a Semas deverá subsidiar a análise para fins de licenciamento ambiental. A audiência acontece no Teatro Municipal de Curionópolis, na Avenida Maranhão, a partir das 9 horas. O Relatório de Impacto Ambiental pode ser acessado na página da Semas na Internet.

NO início da tarde desta segunda-feira, 10, a Reportagem do Correio de Carajás indagou a Vale se o aumento da produção vai gerar mais empregos no município. Até a publicação, a resposta ainda não havia chegado. Assim que a Assessoria de Imprensa da empresa enviar, publicaremos.

Luciana Marschall e Ulisses Pompeu

Deixe seu comentário

Powered by keepvid themefull earn money